Oração na varanda

Senhor, meu Deus!

Sentado aqui, na varanda da minha casinha, neste meu pedacinho de chão, eu aprecio tudo que o senhor fez e fico maravilhado. Olho para o alto e, enquanto vejo as estrelas, de repente um trovão estoura nesse enorme céu cintilante. Tudo lá em cima está dizendo o teu nome. Nessa hora, brota no meu coração uma cantiga para te louvar, e dizer como o senhor é grande!

E quando olho para baixo, eu vejo a minha terrinha tão boa, na penumbra do fim do dia, iluminada pelo luar. Eu penso nas tardes em que me enfio mata adentro, sentindo uma brisa gostosa no rosto, enquanto um passarinho canta do alto de alguma árvore. Lá na frente é possível ver a serra, que se ergue bela e forte, mostrando que maior que ela é quem a fez. É cada lembrança boa, que lá dentro me dá uma vontade enorme de cantar que o senhor é grande demais!

Que bom é findar o dia nesta cadeira de balanço. De olhos fechados, eu aproveito a noitinha e descanso no teu amor. Eu sei que ele é verdadeiro porque lembro que Jesus morreu por mim naquela cruz maldita. Eita, que alívio é saber que eu não tenho mais a canga do pecado pesando nos ombros. Senhor, desculpa este caipira desafinado, mas eu não me aguento de vontade de cantar que o senhor é muito, muito grande!

Enquanto sussurro este louvor singelo, percebo que o sono começa a chegar. Fico aqui pensando na promessa, que o senhor fez, de preparar para mim uma terra muito melhor do que este meu ranchinho. Parece um sonho. Até consigo ver Jesus, reluzente e glorioso, abrindo a porteira. Eu vou entrar e encontrar os meus compadres que também foram salvos. Meu Deus, que alegria! A gente vai se juntar numa roda de viola sem fim, para cantar uma moda e te louvar de verdade, dizendo que o senhor é grande, mas é grande demais da conta!

Senhor, meu Deus, a prosa está boa, mas deixa eu ir me deitar. A lida começa cedo amanhã e os olhos já estão pregando!

* * *


Autor: Rogério Camargo Nery

Escrito originalmente em 22/06/2020. Texto revisado pelo autor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário